Publicidade


Notícias


Pesquise


Vereadores de Imbituba apresentam “denúncia” ao Ministério Público dizendo “não” à manutenção de aulas presenciais nas escolas de SC Educação

Vereadores de Imbituba apresentam “denúncia” ao Ministério Público dizendo “não” à manutenção de aulas presenciais nas escolas de SC

por Redação 10-03-2021 há 3 mêses 1625

  • Tweet

Publicidade

Os vereadores de Imbituba Gilberto Pereira, Bruno Pacheco e Leonir de Sousa apresentaram na tarde desta terça-feira (09) uma denúncia ao Ministério Público do Estado contra o governo do Estado de Santa Catarina alertando sobre as consequências da manutenção das aulas presenciais em toda a rede estadual de ensino.

A iniciativa, do vereador Gilberto Pereira, veio de encontro à decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC) que em assembleia decidiu que a categoria não voltaria à sala de aula até que “todos fossem vacinados”.

Todos os treze vereadores do Legislativo de Imbituba foram convidados a aderirem ao movimento “Aulas Presenciais Não”.

Os vereadores Gilberto, Bruno e Leno, que subscreveram o documento, encaminhado em forma de denúncia e protocolizado sob nº 20.28.1308.0003775/2120-96, advertem o governador Carlos Moisés sobre as consequências da manutenção das aulas presenciais no atual quadro de agravamento da Covid-19, que vem ceifando incontáveis vidas não só no Estado, mas no país e no mundo.

Os parlamentares de Imbituba justificam a posição totalmente contrária à manutenção das aulas presenciais lembrando que a pandemia já matou até o momento em Santa Catarina 8.170 catarinenses e que o agravamento da pandemia provocou um colapso no sistema de saúde do Estado, após uma explosão de internações provocada pelo novo coronavírus nas últimas semanas. 

Segundo divulgado pelo Portal AHora baseado em números e fontes oficiais, há ocupação quase que total de leitos nas UTIs, com mais de 200 pacientes esperando, na fila, por um leito em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Gilberto, Bruno e Leno lembram que estudantes, professores e trabalhadores da Educação representam quase 25% da população estimada de Santa Catarina e de que não há nenhuma garantia de um ambiente minimamente seguro para as crianças, professores e demais trabalhadores da Educação.

Particularmente no tocante à Educação, os motivos dos vereadores serem contrários às aulas presenciais são ainda mais relevantes:

“Os professores ainda não receberam vacinas e irão estar expostos a contaminação diariamente. As crianças realizarão rodízio, mas os professores precisarão atender a todas as turmas. Tanto professores como alunos estarão expostos também no transporte.  Já é custoso fazer com que adultos sigam as normas de prevenção, tratando-se de crianças a situação fica ainda mais complicada. É natural que elas não consigam assimilar essa necessidade de assepsia, usar máscara, passar álcool nas mãos, não tocar o nariz e a boca. Não há como um professor realizar esse controle de todos os alunos de forma integral, não há, portanto, dúvidas de que o retorno da aula presencial, neste momento, acarretará na proliferação do vírus. E ainda, não podemos subestimar os efeitos que a Covid-19 pode causar em nossas crianças futuramente”, argumentam.

“Deste modo, somos contra o retorno às aulas presenciais na rede de educação estadual até que seja superado esse momento, que tenhamos 100% dos professores e profissionais de educação vacinados, 100% do transporte público funcionando e de que o Estado tenha saído da situação gravíssima na matriz de risco, com garantia de leitos na rede hospitalar catarinense”, finalizam os vereadores no documento suprapartidário protocolizado às vésperas de novas medidas governamentais para conter a pandemia. 

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • morte
  • covid-19
  • coronavírus
  • pandemia
  • Amurel
  • saúde
  • hospital
  • São Camilo
  • Laguna
  • HNSC
  • leitos
  • UTI
  • vagas
  • SC
  • Santa
  • Catarina
  • vereadores
  • Câmara
  • MPSC
  • denúncia
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil